Desbridamento com cureta: uma alternativa à lâmina tradicional

Desbridamento com cureta: uma alternativa à lâmina tradicional

127
COMPARTILHE

O desbridamento cortante é uma das armas mais usadas perante feridas com leito não limpo e em que é necessário remover substância não viável. Tradicionalmente este método é encetado usando uma abordagem “free hand” auxiliada por uma lâmina de bisturi. O uso de bisturi é viável quando existe um interface definido entre o tecido viável e o tecido desvitalizado.No entanto este material não permite por várias vezes executar o desbridamento com a necessária minúncia e precisão.

A cureta dérmica é um dos instrumentos que cada vez é mais usado no desbridamento de feridas. A sua grande vantagem é a sua maior precisão e uma diminuição nas lesões inadvertidas de tecidos que não aqueles a remover. A sua utilização em feridas com um leito fibrinoso, em que é difícil estabelecer um interface claro entre o tecido desvitalizado e o leito viável, é também um dos cenários em que a cureta demonstra superioridade em relação à lâmina de bisturi.

Assim, e concluindo, a curetagem como método de desbridamento cortante deve ser gradualmente incluído no arsenal de técnicas de desbridamento do profissional de Enfermagem.

 

DEIXE UMA RESPOSTA